frete-cif

Frete CIF – O que é e quando vale a pena?

Frete CIF ou também conhecido como “Frete Grátis” é uma modalidade comum de transporte no Brasil. A pergunta é: você sabe quando vale ou não a pena adotar?

Frete CIF é a nomenclatura usada para esclarecer que todos os custos e responsabilidades relativas ao transporte da mercadoria (Cost, Insurance and Freight), incluindo o seguro estão embutidos no valor da compra efetuada, ou seja, são pagos pelo vendedor da mercadoria.

Uma palavra-chave neste contexto é a palavra responsabilidade. Quando tratamos de Frete CIF a responsabilidade pelo transporte é do vendedor, ou seja, o processo da venda encerra-se somente com o aceite da mercadoria pelo comprador. Este modelo é frequentemente utilizado em e-commerces (o famoso “frete grátis“) e situações onde quem vende quer proporcionar mais segurança à quem compra.

Entendendo melhor o Frete CIF

Existem 3 pontos a serem entendidos nas operações em que o tipo escolhido de frete é o CIF, que são:

  1. Custo do transporte
  2. Responsabilidade sobre o produto
  3. Prazo de entrega

#1 – Custo do transporte

Não existe almoço grátis, certo? Este ditado antigo é tão verdadeiro neste contexto quanto nos demais onde são mais empregados.

Sendo assim, em toda compra realizada onde o frete é grátis, na verdade, no valor da compra já estão embutidos todos os custos de transportes (frete pago para a transportadora, seguro da carga, custos indiretos da operação), então existe sim um valor de frete que o comprador está pagando. A diferença é que este valor não está explícito.

#2 – Responsabilidade sobre o produto

Numa operação onde o frete é CIF, a responsabilidade sobre o produto durante todo o trajeto da entrega é do vendedor e só se encerra quando o comprador comprova o recebimento adequado do produto. Ou seja, se o produto sofrer qualquer dano durante o transporte ou chegar em quantidade e condições inadequadas, é de responsabilidade do vendedor a correção destes problemas sem quaisquer custos adicionais para o comprador.

Assim, o controle sobre a logística outbound da empresa que vendeu os produtos se estende até a comprovação da entrega dos produtos para o cliente fazendo com que a empresa deva controlar além da expedição adequada destes produtos, também o nível de serviço das transportadoras contratadas, as rotas utilizadas para as entregas, a averbação das cargas expedidas e, por fim, o controle das entregas aos clientes e a satisfação destes com o prazo de entrega e o serviço prestado.

#3 – Prazo de entrega

Com certeza este é o item no qual o comprador presta mais atenção durante a compra, afinal também é o mais percebido e o que tem o impacto mais direto sobre a disponibilidade do uso do produto pelo comprador.

No caso do frete CIF, o prazo de entrega é parte da negociação e o vendedor pode usá-lo como diferencial competitivo em relação aos concorrentes, pois ele determina e é responsável pelo prazo de entrega.

Diferente do frete FOB, onde a entrega ocorre quando a transportadora contratada pelo cliente busca a mercadoria, no frete CIF a entrega ocorre quando o cliente assina um documento (eletrônico ou não) comprovando a entrega pela transportadora e o aceite dos produtos constantes na nota fiscal.

 

Vantagens e Desvantagens do Frete CIF

frete-cif-pros-x-contras

Vantagens e desvantagens dependem do ponto de vista. Sendo assim, separamos abaixo ambas de acordo com o papel desempenhado na negociação (vendedor e comprador) para facilitar o entendimento.

 

# Para o vendedor

VantagensDesvantagens
- Pode ser usado como diferencial competitivo
- Transmite maior segurança para o comprador
- Facilita o processo de compra para o cliente
- Entregas bem feitas ajudam na reputação da empresa
- Em uma cultura organizacional voltada para o cliente, contribui para oferecer melhor nível de serviço e aumentar a satisfação deste
- Necessita de controle logístico da operação
- Necessita de acompanhamento da performance dos transportadores
- Necessita de controle de entrega
- Problemas com a entrega afetam a reputação da empresa
- Riscos de roubo de carga são de responsabilidade da empresa

# Para o comprador

VantagensDesvantagens
- Facilidade no processo de compra
- Segurança no recebimento da mercadoria, problemas são de responsabilidade do vendedor
- Dispensa equipe logística interna para controle dos recebimentos
- Possíveis custos logísticos menores pela dispensa de controles e gerenciamento
- Falta de controle sobre prazos e condições de entrega
- Necessita de controle logístico da operação
- Necessita de acompanhamento da performance dos transportadores
- Riscos de roubo de carga são de responsabilidade do comprador

 

Afinal, quando vale a pena?

Não existe uma resposta padrão para isto, existem situações em que favorecem ou desfavorecem este tipo de frete e algumas perguntas que podem ajudar a analisar melhor cada situação e tomar uma decisão mais acertada nas negociações.

Por exemplo, algumas perguntas em cuja resposta afirmativa fazem o frete CIF valer mais a pena são:

  • Sua empresa opera no B2C em um cenário competitivo onde é necessário transmitir segurança no momento da compra para o cliente?
  • Pelo volume de fretes contratados o valor que você consegue em cada operação é inferior ao que o cliente conseguiria sozinho e, sendo assim, o custo total de aquisição para o cliente sai menor com o frete CIF?
  • Prazo e qualidade de entrega são vantagens competitivas para sua empresa diante do mercado?
  • Você é o comprador e não quer ter que gerenciar e controlar as operações de transportes e transportadoras?

Em resumo, frete CIF ou FOB pode ser não só uma decisão operacional como também uma decisão estratégica a ser tomada pelo gestor de logística para atingir os objetivos da empresa em um determinado período, e, como qualquer decisão estratégica não é certa ou errada, apenas funciona ou não naquele contexto.

Por isto, tenha claro o contexto, os objetivos e a partir daí analise se funciona ou não para o seu caso.

 

Gostou deste conteúdo? Se inscreva em nossa newsletter aí ao lado ou deixe seu comentário para que possamos liberar cada vez mais conteúdos que façam sentido para você ser cada vez melhor profissional!

Rafaela Campos Benatti

CEO na Accellog Global Technology e idealizadora do projeto Desafios da Logística.

Empreendedora serial, administradora de empresas, coach e arquiteta em formação apaixonada pela vida, por conhecimento, pelo novo e por aventura.

Add comment