O que é Logística de Produção?

No dia a dia os processos de logística e produção estão interligados e tem que trabalhar em sincronia.

O que é Logística de Produção?

O que é Logística de Produção?Logística de Produção é a etapa que implica no processo que visa disponibilizar uma oferta de produtos para o mercado.

Ou seja, é o processo de desenvolvimento de novos produtos e que trata da gestão e controle dos materiais, mão-de-obra e informações no processo produtivo.

É aqui nessa etapa que se é determinado o que é fabricado e quando e onde os produtos são fabricados.

Essa etapa envolve não só os responsáveis pela fabricação como engenheiros de produção e os designers de produto.

Ela também envolve os consumidores, os vendedores, e até os empresários e proprietários da empresa fabricante.

Onde a Logística de Produção surgiu?

Esse processo apesar de parecer algo que surgiu nos tempos modernos surgiu no tempo das cavernas.

Na idade da pedra o homem precisando de utensílios para auxiliar na caça ou em outras atividades, polia a pedra para transformar em utensílios.

Tendo evoluído desde então esse processo passou por três fases:

  • a produção artesanal;
  • a produção industrial;
  • e a fase atual, chamada de pós-industrialização;

Quais os benefícios da Logística de Produção na operação?

Um dos principais é a redução de custos, com investimentos em logística tornando-a mais eficiente e eficaz.

Com isso é possível conseguir que a mesma quantidade de pessoas consiga realizar mais trabalho, em menor tempo hábil.

Resultando em maior produção por hora, reduzindo o custo de produção dos produtos, outro benefício é o aumento da qualidade.

Porque ao aprimorar os processos são corrigidas as falhas e o risco de oferecer produtos e serviços de menor qualidade também são reduzidos.

Outro ponto é o aumento da produtividade e uma operação com equipe com visão voltada a solução de problemas.

Quais as etapas e como classificar?

A primeira etapa da produção inicia-se pela previsão de demanda de qualidade e quantidade dos produtos.

Através disso, são calculados e definidos quais os melhores processos para entregar os produtos prontos para serem comercializados.

Sendo assim, na logística de produção existem diferentes modos de classificar os sistemas produtivos e os mais conhecidos são:

  • Padronização dos Produtos:

    Produtos padronizados são aqueles produzidos em grande escala e com alto grau de uniformidade.

    Neste caso os processos produtivos podem ser dispostos de modo a  padronizar mais facilmente os recursos produtivos. Gerando mais eficiência do sistema, métodos de trabalho e controles, e também redução dos custos.

    Alimentos industrializados, produtos de higiene, limpeza são exemplos de produtos padronizados.

  • Produtos sob Medida:

    Diferente do caso dos serviços e produtos padronizados esses são desenvolvidos para um cliente específico, de acordo com a necessidade que ele apresenta.

    Como são produtos criados a partir de uma necessidade ou prioridade específica de um cliente são produtos mais caros do que os produtos padronizados.

    Softwares são um bom exemplo de produto sob medida.

  • Processos Contínuos:

    Estes são utilizados em processos onde é necessário uma alta uniformidade na produção, fazendo com o haja total interdependência entre produtos e processos produtivos.

    Isto facilita a automatização dos processos quando o sistema não é flexível.

    Aqui normalmente são necessários altos investimentos em equipamentos e instalações e a mão de obra humana é empregada para condução e manutenção das instalações.

  • Processos em Massa:

    São processos em que a produção é em grande escala e os produtos são altamente padronizados.

    São muito utilizadas em multinacionais pois as demandas por produtos é estável e demandam muito poucas alterações no projeto a curto prazo.

    Um exemplo disso são os processos fabris de automóveis, produtos cerâmicos, etc.

  • Processos em Lotes:O sistema produtivo deve ser relativamente flexível, e visando atender diferentes pedidos dos clientes por demanda.A principal característica é a produção de um volume médio de serviços padronizados em lotes com operações que podem ser programadas a medida que as etapas anteriores forem atualizadas.Fabrica de produtos têxteis em pequena escala, restaurantes, oficinas de automóveis são exemplos de produção em lote.
  • Processos por Projetos:

    O produto ou serviço tem uma data especifica para ser entregue, e quando se encerra a equipe se volta a um novo projeto.

    Cada projeto desse tipo tem a finalidade de atender uma necessidade especifica dos clientes e a especificação do produto exige uma organização dedicada ao projeto.Aviões, navios, softwares são exemplos de produtos que exigem esse tipo de processo.

Como melhorar?

Existe atualmente no mercado diversas metodologias como Lean ou Kanban que podem ajudar a otimizar as operações.

Através da aplicação dessas metodologias é possível reduzir custos, otimizar o uso do tempo e ainda descobrir GAP’s da operação.

Por exemplo, existem soluções no mercado que são embasadas nessas metodologias, e com essas tecnologias elas conseguem automatizar às atividades.

Devido a isso elas conseguem reduzir o índice de erros e retrabalhos e também de falhas nas informações sobre o processo.

Além disso, ainda tem um aumento na agilidade na execução das tarefas, redução de custos e aumento da margem de lucro operacional.

Tanto a área de produção, quanto a de logística, quando aprimoradas, influenciam nos resultados uma da outra e faz com que os índices cresçam com qualidade e resultados melhores ainda.

Gostou do conteúdo? Então vou deixar dois outros posts com conteúdos ligados a este que podem te interessar.

O primeiro é Logística Integrada: O que é e como se beneficiar.

O segundo é Gestão de Estoque: O que é e como gerenciar?

Hígor Sander

Add comment